Tudo o que você precisa saber sobre câncer de pele

Hoje existem muitos tipos de câncer, mas você sabia que o tipo mais frequente no Brasil e no mundo, de acordo com o Ministério da Saúde, é o câncer de pele? Ao mesmo tempo, esse é o tipo de câncer com uma das maiores chances de cura, chegando a 90% - principalmente se diagnosticado precocemente. Por isso é superimportante que a gente conheça os sintomas e tratamentos dessa doença, para ficarmos sempre atentos.

O que é o câncer de pele?

O câncer de pele acontece quando as células da pele se multiplicam sem controle. Podemos classificar ele em dois tipos: o melanoma e o não melanoma. O primeiro tipo, mais raro, acontece quando as células produtoras de melanina (responsável por dar cor a nossa pele)  são atingidas, este é o tipo que tem mais risco de ter uma metástase. O segundo tipo, não melanoma, é o mais comum no Brasil. E ele pode se classificar em: carcinoma basocelular (que aparece em uma ferida ou nódulo e evolui lentamente) e no carcinoma epidermoide (que também pode aparecer sobre uma ferida ou cicatriz e tem maior risco de atingir os outros órgãos).

Sintomas

É importante lembrar que as pessoas que apresentam maior risco de terem sintomas de câncer de pele são as pessoas de pele clara, que se expõem regularmente ao sol sem proteção ou têm o histórico de câncer de pele na família. É sempre bom ficar atenta a pintas que apareçam no corpo e mudem de cor ou formato ao longo do tempo, feridas que não cicatrizam há mais de um mês e manchas que descamam, coçam, ou até mesmo sangram. Nestes casos, procure a dermatologista para uma avaliação imediata. Um dos exames mais indicados para diagnosticar o câncer de pele é a Dermatoscopia.

Tratamento

Em muitos casos, o tratamento mais comum é a cirurgia para retirada da lesão que provoca o câncer de pele. Se for diagnosticada muito precocemente essa lesão pode, inclusive, ser retirada no consultório sem a necessidade de internação. Mas, cada caso é um caso. Existem estágios avançados, em que podem ser indicado inclusive tratamentos de quimio e radioterapia. Por isso, é sempre muito importante ir ao médico já nos primeiros sintomas, que possam identificar o câncer de pele.

E por fim, vale lembrar às minhas pacientes que o câncer de pele é um tipo de câncer que pode, sim, ser prevenido. Usar protetor solar regularmente, no fator indicado para seu tipo de pele e evitar a exposição excessiva ao sol são algumas das atitudes principais para prevenir tanto o câncer de pele, quanto outras lesões, combinado?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo